BEM ESTAR : CuritibaFun : O seu site de Entretenimento
Curitiba, 11/12/2018
SAÚDE : Problemas e sintomas associados a diabete
Enviado por Dantsman em 24/07/2018 14:01:31 (94 leituras)

Clique para ver a imagem original em uma nova janela

Alguns desses sintomas indicam grande probabilidade do paciente ter a doença


O brasileiro cresceu na estatística de afetados pela diabetes, com um aumento de 60% nos últimos 10 anos. Segundo o Ministério da Saúde, cerca de 14,250 milhões de brasileiros sofrem com a doença.

De acordo com a médica Márcia Simões da Eden Clínica, em Curitiba, “a probabilidade de agravamento da doença aumenta muito quando o paciente tem a doença e não a mantem controlada, ou seja, quando há picos de hiperglicemia (elevação do açúcar no sangue). Nesses casos os sintomas aparecem com maior intensidade. Isso pode ocorrer por falta de ajuste da medicação ou por não seguir uma dieta adequada”.

Existem complicações em consequência da diabetes, como a retinopatia diabética, nefropatia diabética e neuropatia diabética, que afetam partes diferentes do corpo, como explica a médica:

Retinopatia diabética: A diabetes provoca alterações nos vasos do corpo, inclusive dos olhos e podem ocasionar também pequenos “furos” que dificultam a irrigação de certas áreas, o que leva à retinopatia diabética, que é a principal causa de cegueira.
Nefropatia diabética: geralmente é assintomática, sua detecção se baseia na triagem laboratorial. A evidência clínica mais precoce é o aparecimento de níveis baixos, anormais de microalbuminuria (excreção de albumina na urina). No DM tipo 1 se inicia geralmente com mais de 10 anos de doença. Nos pacientes com DM tipo 2 é mais comum o aparecimento de hipertensão arterial antes do desenvolvimento de proteinúria (excreção anormal de proteínas na urina). A nefropatia diabética é a principal causa de insuficiência renal crônica terminal do mundo (acomete 20 a 30% dos pacientes com DM).
Neuropatia diabética: os nervos periféricos carregam informações que saem do cérebro e as que chegam a ele, além de sinais da medula para o resto do corpo. Os danos a estes nervos causam a neuropatia periférica e fazem com que esse mecanismo não funcione bem. Ela pode afetar um único nervo, um grupo de nervos ou nervos do corpo inteiro. Ela é responsável por 2/3 das amputações não traumáticas (que não são causadas por acidentes e fatores externos).
Preste atenção nos problemas e sintomas

As consequências da diabetes se agravam de acordo com o tempo e podem atingir áreas como o pé, por exemplo. Em outras regiões do corpo podem apresentar outros sintomas, como elenca a médica da Eden Clinic.

Problemas bucais: o paciente com diabetes descontrolada está propenso a ter gengivite e doença periodontal, que provoca destruição óssea e ocasiona a perda da sustentação dos dentes. Tudo isso porque a circulação sanguínea fica prejudicada nessa área.
Perda de audição: os elevados níveis de glicose no sangue causam alterações químicas nos vasos sanguíneos e nervos do ouvido interno, afetando a capacidade de transmissão do som; a sensibilidade a determinados materiais utilizados na produção de aparelhos auditivos é alterada pela diabetes, levando ao desenvolvimento de infecções no canal auditivo; e, por último, mas igualmente preocupante, a diabetes provoca o estreitamento das paredes da cóclea e a perda de células capilares no ouvido interno, essenciais para a audição e equilíbrio.
Infecção de pele: No diabético, o sistema imunológico não funciona corretamente, o que aumenta a chance de infecções. Elas podem ser causadas tanto por bactérias quanto por fungos, como é o caso das micoses e frieiras.
Pé diabético: O pé diabético é uma complicação do Diabetes mellitus e ocorre quando uma área machucada ou infeccionada nos pés desenvolve uma úlcera (ferida). Seu aparecimento pode ocorrer quando a circulação sanguínea é deficiente e os níveis de glicemia são mal controlados. Qualquer ferimento nos pés deve ser tratado rapidamente para evitar complicações que possam levar à amputação do membro afetado.
Apneia do sono: a apneia do sono pode resultar em menos de oxigênio atingindo as células do corpo, provocando um sono deficiente e um aumento da frequência cardíaca - todos fatores associados ao surgimento do diabetes.
Disfunção sexual: Os homens diabéticos possuem três vezes mais propensão a sofrer com o distúrbio do que os homens sem diabetes. Além disso, de acordo com estudos recentes, os homens com diabetes desenvolvem a impotência sexual de cinco a 10 anos antes do que quem não tem a doença. Isso acontece porque a diabetes causa danos aos nervos do corpo inteiro, inclusive no pênis. Essas alterações danosas interferem na habilidade de obter ou manter a ereção. Ela pode também agravar quadros de arteroesclerose, nos quais o sangue flui com dificuldade nos vasos sanguíneos. E quando a glicemia não está controlada, o corpo acaba não produzindo ácido nítrico suficiente, prejudicando os tecidos vasculares e, consequentemente, o desempenho sexual masculino.
AVC: O diabetes é o segundo principal fator de risco do AVC, por piorar a hipertensão arterial e contribuir na formação da aterosclerose. A doença enrijece a parede arterial, aumenta os níveis de insulina no sangue e altera os sistemas circulatório e metabólico. Esse quadro facilita o surgimento de coágulos, que podem chegar ao cérebro, obstruir uma artéria e, assim, levar ao AVC isquêmico por exemplo.
Não deixe de procurar o seu médico e fazer sempre exames periódicos para tratar as alterações iniciais de excesso de açúcar na corrente sanguínea com mudança de hábitos de vida, perda de peso, atividade física e evitar o aparecimento futuro da doença ou mesmo realizar um diagnóstico inicial que possibilita em muitos casos uma regressão e cura da doença com o tratamento adequado.

Serviço: Eden Clinic

Dr. Marcia Simões

Médica e Diretora Técnica da Eden Clinic

CRM 33207

41 3501-9358

contato@edenclinic.com.br

http://www.edenclinic.com.br/

Rua Padre Anchieta, 2050, Bigorrilho, Curitiba -Pr.

Printer Friendly Page Send this Story to a Friend
Login
Usuário:

Senha:

Lembrar-se



Esqueceu a senha?

Cadastre-se agora.
Online agora:
2 visitantes online (1 na seção: BEM ESTAR)

Usuários: 0
Visitantes: 2

mais...